Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

T�picos

 

 

 

 

 

 

(426)Voc� est� em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Atividade industrial segue elevada, diz CNI 14/06/2021

Horas trabalhadas na produção aumentaram 0,7% em abril 

A atividade industrial continua elevada no Brasil, segundo dados dos Indicadores Industriais divulgados na sexta-feira (11) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Ao comentar o indicador, o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, lembrou que o emprego continua aumentando. “São nove meses de alta no emprego industrial no Brasil. A massa salarial e o rendimento médio para os trabalhadores também aumentaram na passagem de março para abril de 2021”. Segundo ele, “apenas o faturamento mostrou queda na comparação do período da pesquisa, mas isso já oscila há alguns meses”.

Marcelo Azevedo avalia que a atividade industrial persistentemente alta reflete a busca pela recomposição de estoques. “Todo esse movimento, com utilização da capacidade instalada elevada e crescimento constante no emprego, é resultado do rápido crescimento do segundo semestre do ano passado e da resiliência na indústria nos primeiros meses do ano”.

Segundo a CNI, os Indicadores Industriais mostram que, no auge da segunda onda da covid-19, na virada de março para abril, a indústria reagiu de forma positiva. As horas trabalhadas na produção cresceram 0,7% em abril, após alta de 1,1% no mês anterior.

Segundo a entidade empresarial, a utilização da capacidade instalada continuou elevada, mantendo-se acima de 80% pelo segundo mês consecutivo. Em abril, ficou em 82,3% (dado dessazonalizado). Mas, apesar da melhora na atividade, o faturamento real da indústria de transformação recuou 1,3% no período.

As horas trabalhadas na produção aumentaram 0,7% em abril de 2021, após alta de 1,1% em março. Na comparação com abril de 2020, as horas aumentam 35,1%. De acordo com a CNI, naquele mês a atividade industrial se reduziu significantemente por conta da pandemia.

O rendimento médio real também cresceu pelo segundo mês consecutivo, ainda que de forma mais moderada (alta de 0,2%). O rendimento médio segue inferior ao registrado em fevereiro de 2020, antes da pandemia.

O emprego cresceu 0,3%, em abril, comparado com o mês anterior. Em relação a abril de 2020, o crescimento chegou a 4,2%. (da Agência Brasil, Antônio Claret Guerra)     



Últimas

2021/06/18 » Bolsonaro pede a empresários para segurarem preço dos alimentos
2021/06/18 » Produção de aço cresce 20,3% de janeiro a maio
2021/06/18 » Guedes defende redução no desperdício de alimentos
2021/06/18 » Confiança do empresário do comércio cresce 12,2% em junho, diz CNC
2021/06/17 » IBGE: construção voltou a crescer em 2019, após dois anos de queda
2021/06/17 » Entidades industriais comentam elevação da Selic
2021/06/17 » Copom eleva taxa básica de juros para 4,25% ao ano
2021/06/17 » Ipea: rendimentos efetivos dos trabalhadores têm queda de 2,2%
2021/06/17 » Produção de petróleo nos contratos de partilha cai 6% em abril
2021/06/17 » Monitor do PIB-FGV vê recuo de 0,7% na atividade econômica em abril
2021/06/17 » Felicidade do brasileiro cai em meio a pandemia
2021/06/16 » FGV: corrente de comércio tem o maior valor da série iniciada em 1997
2021/06/16 » Programa Petrobras Conexões para Inovação lança edital
2021/06/16 » Aneel prorroga proibição de corte de luz por inadimplência
2021/06/16 » Ipea lança estudo inédito sobre mercado de trabalho
2021/06/15 » Famílias de renda mais baixa sofrem maior impacto da inflação em maio
2021/06/15 » Atividade econômica cresce 0,44% em abril, diz BC
2021/06/15 » Mercado financeiro aumenta previsão para a Selic
2021/06/14 » Vendas do comércio têm crescimento de 1,6% em maio
2021/06/14 » Atividade industrial segue elevada, diz CNI

Ver mais »